sábado, 25 de abril de 2015

Meia-maratona 1

Aguentei-me!

No sábado fui correr para a serra, foram 3h fantásticas forçando o andamento numas subidas. As sensações foram óptimas, como são sempre as sensações quando se está em contacto com esta natureza. O tempo agreste deu para experimentar o meu novo casaco impermeável, adquirido no LIDL: digamos que não é perfeito, mas pelo preço é óptimo. Acabei como deveria ter acabado: cansado e com a boa sensação de treino cumprido.

No domingo foi toda a família, excepto os gatos, até Belmonte. A minha promessa foi a de acabar a meia-maratona antes das 1h50, dando uma margem de manobra até às 2h de prova, caso acontecesse alguma falha geral do sistema.

Comecei a corrida com a sensação de pernas pesadas, mantive um ritmo confortável na companhia de mais três companheiros e fomos progredindo conversando agradavelmente, um companheiro dizia que o ritmo era um pouco rápido para ele, mas a companhia era boa e manteve-se no ritmo, que estaria abaixo dos 4'50'' até perto do km 8, altura da primeira subida. Aos 10 quilómetros com as pernas já quentes e sem aquela sensação de cansadas e pesadas, achei que poderia aumentar o ritmo e testar até onde poderia forçar, a partir daqui foi uma corrida sempre em solitário até à meta, passei ao quilómetro 11 com o tempo no meu cronómetro a passar um pouco dos 55' (ouve um descuido do ritmo entre o 8º e o 9º quilómetro que se saldou por mais um minuto) continuando num ritmo alterando entre o confortável e o forcing nas subidas. A segunda parte da corrida era mais difícil, o castelo de Belmonte fica lá no alto do monte (como todos os castelos) e eu sabia que era lá a meta, é claro que comparando com as subidas do dia anterior não era nada de especial mas o meu receio era o cansaço acumulado, calmamente cheguei ao cimo do monte e à meta com o tempo oficial 01:46:44.

Gostei das sensações físicas, gostei de ter pessoas lindas à minha espera e felizes por me voltarem a ver. É sempre uma sensação incrível, quer seja uma prova de estrada, uma prova de trail ou um simples treino mais longo. 

A corrida é uma "cena" fantástica, contigo ainda se torna mais.

*459

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Agora é que é a sério!

«As pessoas felizes lembram o passado com gratidão, alegram-se com o presente e encaram o futuro sem medo.» Epicuro

Voltei às cerejeiras em flor, cinco anos depois de lá ter estado. Demorei mais uns 7 minutos, a idade não perdoa, o peso também não.

Ando, novamente, a treinar para enfrentar os 100 km de S. Mamede. Desta vez treino é baseado no descanso: muitos menos quilómetros semanais que o habitual plano de treinos que eu tentava imprimir para estas provas, muitas menos horas de treino, nem sei o declive acumulado que treino, mas também tem um défice grande. Apesar disso tudo espero apresentar-me à partida do UTSM, espero conseguir chegar à meta e espero que seja um melhor tempo que o ano passado. 

O próximo fim-de-semana é de testes: no domingo na meia maratona de Belmonte, espero fazer um tempo inferior a 1h50m; no Sábado, pela montanha acima, espero fazer um tempo superior a 3h.

A ver se me aguento...