sexta-feira, 30 de julho de 2010

terça-feira, 27 de julho de 2010

e vai uma

Bronze para João Vieira nos 20 Km marcha.
Repete a façanha de 2006. Demorou mais 39 segundos que o vencedor.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

ao lado

Não percebo nada disto, já eu sabia. O Alberto Contador lá ganhou pela 3ª vez a volta a França, afinal a Astana esteve muito bem. O Andy foi mais uma vez segundo (anda a tirar o lugar ao Cadel Evans). O Lance Armstrong, definitivamente e apesar de todos os azares, já está velhinho para discutir estas coisas. O Cadel Evans ainda andou de amarelo, mas uma fractura não o deixou ir mais longe (diz ele, eu digo que ele não estava preparado, fez uma volta a Itália em grande forma e em setembro temos a volta a Espanha e os Campeonatos para o ver outra vez em grande forma), mas mesmo com uma fratura que deve ter doido não abandonou a prova, admiro este desportista. Os Portugueses tiveram bem, o Manuel Cardoso teve azar, para o ano estará lá para dar luta ao Cavendish. Excelente a vitória de etapa do Sérgio Paulinho, única da melhor equipa no tour. Apesar de todas as polémicas (felizmente nenhuma relacionada com doping) este foi o tour mais emocionante dos últimos anos, pelo menos para mim, para o ano há mais.
Agora as atenções vão para o campeonato europeu de atletismo. Quantas medalhas de ouro vamos ganhar? Algumas, espero eu. Tenho os meus palpites, mas como habitualmente saem sempre ao lado (tal e qual os números do euromilhões) é melhor guardá los para mim.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

bebidas desportivas

No próximo mês, na revista Sport Life, a nutricionista Filipa Vicente, vai apresentar um artigo sobre bebidas desportivas. Aqui fica a minha preferência no que toca a bebidas de recuperação. Em doses individuais na quantidade certa de hidratos de carbono e cereais.


Mas este brinde é ao Sérgio Paulinho, o salvador da Radio Shack. E fico à espera de outra vitória Portuguesa no tour deste ano...

sexta-feira, 9 de julho de 2010

triatlo, maratona e desportista de sofá

Ando com umas ideias triatleticas, mas a coisa está adiada tendo em atenção o preço das binis. Vamos a ver até quando.
Comecei o "aquecimento" para a maratona do Porto (começo a treinar lá para Agosto). Objectivo primeiro estar presente à partida, e este é sempre o mais difícil. Depois acabar bem. Por último o tempo: baixar as 3h30m.
Agora se me dão licença vou ver a volta a França. Está emocionante, se bem que eu não goste de saber que foi devido a quedas e a furos. Desta vez o Lance teve azar. O Cadel tem estado bem, mas só agora na montanha é que se vai ver quem está para ganhar aquilo. Se a etapa correr normal, o Cadel Evans vai vestir a amarela já amanhã. Ou então podia ser o Rui Costa, numa fuga ganhar a etapa. Vamos a ver, estou sempre à espera disso.

sábado, 3 de julho de 2010

le tour

Vai ser uma grande volta. Estão lá todos, com sede uns dos outros.
Os meus favoritos: Sérgio Paulinho (RadioShack), Rui Costa (Caisse dEpargne) e Manuel Cardoso (Footon-Servetto). Os Portugueses pois claro.
O vencedor será da RadioShack ou da SaxoBank. Lance Armstrong ou Andy Schleck são para mim os principais candidatos, mas muita coisa pode acontecer. Depois temos o Alberto Contador e o Cadel Evans que correm (quase) sózinhos.
O ano passado o Cadel esteve muito mal na prova, este ano esteve para não ir, vamos ver o que ele consegue fazer, afinal de contas é ele que leva o arco-íris e além disso tem na equipa o experiente George Hincapie.
Tenho sempre esperança que os Portugueses brilhem: o Sérgio vai estar sempre ao lado de Armstrong, vai ser dificil, agora o Rui e o Manuel Cardoso vou esperar uma vitória de etapa para cada um... no mínimo.
Mas eu não percebo nada disto, para mim é força no pedal e anda para frente.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

outras perspectivas

«Nada nos torna tão grandes como uma grande dor» Alfred de Musset

Estou com uma otite média. Mais frequente nas crianças. Os analgésicos deixaram de fazer efeito. Nunca tinha tido uma otite, por isso não tinha bem interiorizado em mim o que são as dores da otite. Fiquei com uma perspectiva nova sobre isso e o que mais me consome o espírito é estas infecções, estas dores, serem mais frequentes nas crianças. Oh Deus...
Também tenho uma nova perspectiva sobre a diminuição da audição. A minha está reduzida drasticamente e além de ouvir pouco os sons que ouço não sei, na maior parte das vezes, de onde vêm. Agora atravessar uma estrada é uma experiência nova, ontem ia sendo atropelado: não o vi!, consequência de uma primeira falha sensitiva: não o ouvi!
Bom fim de semana.
Alguém tem aí um analgésico?