quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Qual é o objectivo de correr?

A long time ago in a galaxy far far away eu perguntei e respondi num certo maratona: Qual é o objectivo de correr? Nenhum, apenas quero continuar a correr. Não tenho outra finalidade além da de continuar a correr enquanto puder. Corro para viver. Não posso viver de outra maneira.
Agora chega a hora de analisar a dita pergunta e a resposta plural. E chega a hora porque o correr é muito pouco e o viver é de outra maneira, mais intenso. O querer continua com a mesma força, a intensidade da vida é que se alterou e o dia continua com 24 horas. 
A corrida estava a correr com o sono, havia duas hipóteses: ou não corria, ou não dormia. No princípio optei pela segunda, mas o facto de não dormir tinha outras repercussões: a presença não era total. Perdia eu. Cheguei à conclusão que após uma certa idade, dormir é obrigatório! A corrida ficou para trás: perdia eu? Nada! Faz-me falta, claro que faz, quero continuar a correr, claro que quero, mas a presença na vida, na minha e em outras, enche-me a alma.
Interessante: ao estar presente em outras vidas a minha presença na minha própria vida tem-se revelado mais presente. É isso. Eu estou-me mais presente, assim como um presente que dou todos os dias a mim mesmo. Uns sorrisos que se guardam no coração.
Mas como posso continuar a correr sem deixar de dormir?
Tenho que arranjar uma coisa destas: