sábado, 4 de março de 2017

Já vou correndo qualquer coisinha

Ao poucos regresso à corrida como quem regressa a um lugar mágico. O sorriso que levo é cheio de felicidade, que dirão as pessoas ao verem-me correr com aquele sorriso parvo estampado na cara?
«Se algum dia alguém deixasse de me achar ridículo, eu entristecia ao conhecer-me, por esse sinal objectivo, em decadência mental.» Fernando Pessoa